O Brasil diante da banalidade do mal

CRISE BRASILEIRA

por Luís Fernando Novoa Garzón – 16/07/2021 – Imagem: Rubem Grilo, gravurista brasileiro

O mal supremo não é diabólico, mas comezinho e pedestre. Aparado pelas elites, ele arrasta milhões a poço sem fim. “Perdoai as nossas ofensas”, reza o presidente. Mas há contas por acertar; esquecer não é opção. É […]