A maior eleição das nossas vidas

Luiz Inácio Lula da Silva, o 35º presidente do Brasil, versus Jair Messias Bolsonaro, hoje no poder no Planalto

.

Ayrton Centeno – Brasil de Fato | Porto Alegre | 

Na Imagem: Este é o confronto marcado para o dia 30 deste mês – Fotos: Ricardo Stuckert e Antonio Cruz/Agência Brasil
É uma eleição sem meio termo. Não existe muro disponível. Até porque, como ensina a sabedoria popular, numa hora dessas o muro pertence ao diabo. Como também já se avisou, a escolha não dirá somente que Brasil queremos, mas também quem somos.

Do lado oposto está Bolsonaro, o candidato da ultradireita que, atrás do bordão Deus, Pátria e Família, ameaça a democracia.

Ao seu lado estão quase as mesmas forças que apoiaram a ditadura de 1964:

  • empresários, militares, fazendeiros, financistas,
  • pastores e a fração mais retrógrada dos religiosos.

É uma eleição sem meio termo. Não existe muro disponível. Até porque, como ensina a sabedoria popular, numa hora dessas o muro pertence ao diabo.

Como também já se avisou, a escolha não dirá somente que Brasil queremos, mas também quem somos.

Para quem ainda não se decidiu, vale a pena conferir nesta página

  • quem seu voto vai ajudar,
  • que país vai construir
  • e ao lado de quem vai estar no momento mais grave da nossa história.

Bandeira Pt | MercadoLivre 📦

 Bolsonaro & Cia tentaram se apoderar da bandeirado Brasil como seu símbolo, num cínico roubo e privatização de um dos grandes símbolos da Pátria. Lula e o PT contestaram e fundiram as duas bandeiras: do PT e do Brasil – Foto: Reprodução

 Lula x Bolsonaro – Quem mandou melhor?

Quando temos que tomar uma decisão, mas temos ainda alguma dúvida, uma boa pedida é comparar. Comparando, vamos achar o melhor caminho. É o caso da escolha para presidente.

Quem mandou melhor? Para saber, a hora é de olhar os números.

Vamos nessa?

 

 


Quem apoia quem? 

 

LULA 


 Foto: Ricardo Stuckert

Maiores apoios: População mais pobre, que recebe até dois salários mínimos, desempregados, mulheres, negros, povos originários, movimentos sociais, partidos progressistas, militantes dos direitos humanos, jovens, católicos, religiões de matriz africana, trabalhadores organizados, agricultores familiares, defensores do meio ambiente, estudantes, universitários, professores, artistas, intelectuais.

 


Bolsonaro


Foto: Alan Santos/Presidência da República

Maiores apoios:

  • População mais rica, empresários, executivos de grandes empresas,
  • pastores, garimpeiros e madeireiros ilegais, militares, policiais, fazendeiros, evangélicos neopentecostais, partidos neoliberais, milicianos.

 

Na partida dos famosos, Lula ganha de goleada

  • Nunca tanta gente famosa – artistas, músicos, escritores, cineastas – entrou com tanta força em uma decisão eleitoral. Na sua grande maioria, o mundo da cultura fechou com Lula.
  • É uma lista que, na música popular, inclui Chico Buarque, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Anitta, Luisa Sonza, Mart’nália, Chico César, Arnaldo Antunes, Pabllo Vitar, Maria Rita, Alceu Valença, Gal, Zélia Duncan, Nando Reis, Paulo Miklos, Ludmilla, Duda Beat, Teresa Cristina, Martinho da Vila entre muitos.

 


Chico Buarque e Mano Brown são dois dos apoios declarados ao candidato Lula / Foto: Reprodução

 

  • Do teatro, da televisão e do cinema,
  • Fernanda Montenegro, Glória Pires, Bruno Gagliasso, Cleo Pires, Paolla Oliveira, Xuxa Meneghel, Bruna Marquezine, Paulo Betti, Angélica, Luciano Huck, Fátima Bernardes, Claudia Abreu, Malu Mader, Marcelo Serrado, Rodrigo Lombardi, Alinne Moraes, Caco Ciocler, Evandro Mesquita, Osmar Prado
  • e muitos mais abriram voto para Lula.
  • Escritores e cineastas como Paulo Coelho, Lira Neto, Fernando Morais, Wagner Moura e Kléber Mendonça Filho reforçam a frente.

 

Na trincheira oposta, pouca gente.

  • A atriz Cássia Kiss é uma das raras vozes pró-Bolsonaro no meio artístico.
  • A maior parte dos apoios bolsonaristas vem da música sertaneja, casos de Zezé de Camargo, Sérgio Reis, Gusttavo Lima e Latino.
  • Bolsonaro também vai levar os votos de Roger Moreira, Regina Duarte, Antonia Fontenelle e Amado Batista.

 

Eleições no País do Futebol

Ninguém fica indiferente às eleições nem mesmo no mundo do futebol, onde política certamente não é um dos temas preferidos.

  • Nem mesmo o goleiro Bruno Souza, ex-Flamengo, condenado pelo assassinato da sua namorada Eliza Samudio. O crime, que ocorreu em 2010, chocou o Brasil.
  • O corpo de Eliza foi esquartejado e entregue aos cães.
  • Ele abriu seu voto para Jair Bolsonaro nas suas redes sociais. “O 22 está fazendo um bom trabalho”, opinou.


Goleiro Bruno manifestou apoio a Bolsonaro / Reprodução

 

  • Outro nome polêmico que acompanha o voto de Bruno no atual presidente é o atacante Robinho, ex-Santos e Seleção Brasileira.
  • Sentenciado por participação em estupro coletivo na Itália, recebeu pena de nove anos de prisão. Como reside hoje no Brasil e não pode ser extraditado, a justiça italiana pede que ele cumpra sua sentença aqui.
  • Outro nome da mesma leva é Neymar, hoje enredado em um processo sobre sua transferência para o Barcelona, envolvendo dezenas de acusações e que, no limite, pode chegar inclusive à prisão.

Sem as atribulações judiciais dos três, há figuras bem conhecidas do bolsonarismo, casos, por exemplo, do técnico Renato Portaluppi, do Grêmio, e do volante Felipe Melo, ex-Palmeiras, hoje no Fluminense.

 

No time adversário estão os ex-atacantes Casagrande, ex-Corínthians, e Raí, ex-São Paulo.

  • O primeiro questionou duramente Bruno, Robinho e Neymar na sua coluna na Folha de S. Paulo.
  • “Por que criminosos do esporte, como Bruno e Robinho, votam em Bolsonaro?”,pergunta no título.

Ex-atleta e hoje técnico, Roger Machado também se manifestou:

“Os brasileiros querem paz para trabalhar, para estudar e para cuidar das suas famílias. Mas não existe paz sem justiça social. Não existe paz onde existe racismo. Por isso, eu voto Lula”.

 

O que eles querem fazer

LULA

▶ Ampliar e renovar o Bolsa Família, somando aos R$ 600 mensais, mais R$ 150 por filho menor de seis anos;
▶ Aumento real do salário mínimo;
▶ Reduzir impostos dos mais pobres;
▶ Criar o Programa “Desenrola Brasil” para renegociar as dívidas de milhões
de famílias endividadas;
▶ Zerar o desmatamento da Amazônia, combater o garimpo ilegal que contamina os rios e os incêndios criminosos;
▶ Mudar as regras do imposto de renda, com isenção para quem ganha até R$ 5 mil;
▶ Aumentar o programa de cotas sociais e raciais nas universidades;
▶ Retomar o Minha Casa, Minha Vida, o PAC e reativar a indústria naval;
▶ Ampliar e fortalecer o SUS;
▶ Recuperar a imagem do Brasil no exterior, reaproximando-se tanto dos EUA quanto da Europa e da China;
▶ Implantar o Sistema Único de Segurança Pública, com modernização do setor e valorização das carreiras policiais.

 

BOLSONARO

▶ Dar maior acesso da população à armas de fogo, considerando-o um “importante instrumento”, elemento cultural e desportivo;
▶ Investir nas Forças Armadas e nas polícias;
▶ Autorizar indígenas a fazerem “uso responsável” dos recursos naturais;
▶ Atrair investimentos através de acordos com outros países;
▶ Avançar com suas atuais políticas de emprego e renda;
▶ Manter o Auxílio Brasil em R$ 600;
▶ Seguir com a política atual de meio ambiente, entregue aos militares;
▶ Fazer uma reforma tributária com simplificação de impostos;
▶ Privatizar estatais;
▶ Consolidar o ajuste fiscal no médio e longo prazo.

 

Imagem de perfil do Colunista

.

 

Ayrton Centeno

Fonte: https://www.brasildefators.com.br/2022/10/19/a-maior-eleicao-das-nossas-vidas

 

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>