Alemanha. Franciscanos elegem ministro provincial gay

 Mark

 O Irmão Markus Fuhrmann é o novo ministro provincial da Província Alemus Fuhrmann (Foto: Reprodução)

mk-online.de. –  14 Junho 2022ã dos Franciscanos. Mesmo antes da eleição, ele se assumiu como gay. Na entrevista ele fala sobre essa decisão, a renovação da Igreja e o futuro dos franciscanos. 

A entrevista é publicada por mk-online.de, 10-06-2022.

 

 

Eis a entrevista.

 

Olá, Irmão Markus Fuhrmann, antes de mais nada, parabéns pelo seu novo cargo.

Olá, muito obrigado.

 

Como ministro provincial, você terá uma série de novas tarefas: por exemplo, questões de acompanhamento pessoal dos irmãos, mas também desafios como lidar com abusos sexuais e muito mais. Qual tópico é importante para você pessoalmente?

Eu vejo minha tarefa acima de tudo como ser uma igreja, uma ordem que vive a Boa Nova da Igreja de Jesus e que quer abrir espaço para o crescimento.

Acho que isso se encaixa bem nos dias de hoje, neste momento em que a igreja, especialmente na Alemanha, quer se realinhar.

Que queremos

  • ser uma igreja que seja equitativa em termos de gênero,
  • que claramente fique do lado dos pobres e aflitos,
  • e que seja sensível a questões de moralidade sexual.

Porque da forma como essa moral foi ensinada oficialmente até agora, ela não serve à vida. Ela tem que mudar evoluindo.

 

Você já mencionou que a renovação na igreja é a palavra-chave para muitos. Que mudanças você está pedindo?

Na qualidade de novo ministro provincial, devo decidir isso junto com meus confrades. Como irmão Markus, eu pessoalmente

Acho que há uma série de questões com as quais concordo. As numerosas questões que se tornaram claras através do estudo MHG e que são tratadas no Caminho Sinodal são problemas na Igreja e devem ser finalmente enfrentados.

 

Semanas atrás você se assumiu homossexual – então seus confrades sabiam disso antes mesmo que o ministro provincial fosse eleito. Agora você é realmente o primeiro irmão franciscano a ser eleito provincial. Como isso faz você se sentir?

Sim, foi muito bom para mim saber que ter abordado isso abertamente é muito positivo para os confrades. Recebi muito encorajamento, e talvez essa centelha de apreço possa se espalhar para outras áreas da igreja. Eu acho isso muito bom.

 

Mas, como frade, você é celibatário de qualquer maneira. Por que você optou por se expor?

Para mim, pessoalmente, era uma questão de minha própria veracidade.

  • Se eu vivo e sou ativo como religioso nesta igreja e também tenho responsabilidades de liderança, também gostaria de poder deixar claro quem sou e o que defendo.
  • Se eu mesmo sou gay, quero mostrar que também posso fazer parte da igreja neste ministério.
  • Isso é importante, mas isto nem sempre é assim na igreja.

Infelizmente, há muita hipocrisia institucional em nossa igreja.

Para que haja algo que na verdade não deveria estar lá, mas todo mundo sabe que está lá.

  • Eu gostaria de que isso fosse visto como uma oportunidade,
  • que nós como igreja somos coloridos,
  • que a igreja é (também) queer,
  • que é isso que Deus quer, que isso corresponde à diversidade da criação e, portanto, é bastante normal.

 

Desde quarta-feira o senhor está oficialmente no cargo de novo ministro provincial e pode, portanto, desempenhar um papel fundamental na formação da ordem franciscana para os próximos seis anos. Quais são suas esperanças para o futuro?

Como uma pequena província que está envelhecendo e diminuindo, temos que manter a coesão interna. É importante para mim que os irmãos possam viver bem e felizes a sua vocação.

  • Velhas estruturas e grandes casas não serão mais capazes de resistir a longo prazo; temos que reduzir.
  • Esta é também uma oportunidade de estar mais perto das pessoas e de encontrar novas formas de viver hoje.

Uma grande mudança é iminente, e eu quero e devo moldá-la junto com os irmãos.

 mk-online.de

Fonte: https://www.ihu.unisinos.br/619525-alemanha-franciscanos-elegem-ministro-provincial-gay

Leia mais:

1 comment to Alemanha. Franciscanos elegem ministro provincial gay

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>