Bolsonarismo sem Bolsonaro? – Frases do dia

Hoje sabemos que o bolsonarismo já existia antes de Bolsonaro. O trágico é descobrir que talvez sobreviva a ele”

 

Apesar do coronavírus, País registra atos pró-governo; presidente divulga vídeos | Política | CGN

 

IHU – 10 Setembro 2021 – Foto: CGN

 “Não dá para tapar o sol com a peneira: os atos de 7 de Setembro,que não foram a favor de nada, só a favor do próprio Bolsonaro e contra o Supremo e a democracia, foram um sucesso para ele. 

Mas, em vez de comemorar, de transmitir segurança e alegria – como gostaria Ramos – o presidente jogou tudo fora ao reagir com raiva, ameaças, agressões”

 

Busca de proteção, não de diálogo e pacificação

  • “O texto pode parecer um recuo, mas é, na verdade, um pedido de habeas corpus para um político em perigo.
  • Os dez parágrafos da declaração publicada nesta quinta (9) pelo Planalto dão todos os sinais de que Bolsonaro está em busca de proteção, não de diálogo e pacificação.

No texto, o presidente ignora sua ameaça pública de descumprir decisões judiciais e torce para que a manobra seja suficiente para não ser punido pelos crimes que já cometeu”

– Bruno Boghossian, jornalista – Folha de S. Paulo, 10-09-2021.

 

Impeachment. Conversas ganham corpo

“O presidente percebeu

  • que as investigações contra seu grupo político vão continuar
  • e que conversas sobre um impeachment começam a ganhar corpo.

Ameaçado, ele simula um passo atrás para reduzir temporariamente as pressões sobre o governo até que fique confortável o suficiente para atacar de novo”

 

Terceira via. Impeachment pode ser o espaço ecológico propício

  • “Se a centro-direita quer mesmo uma candidatura alternativa às que estão colocadas,
  • o melhor caminho pode ser tirar logo Bolsonaro da equação, criando o espaço ecológico para que surja a tal da terceira via.

Eu preferiria o impeachment pelas razões certas, mas não vou me queixar se ele vier por cálculos interesseiros”

– Helio Schwartsman, jornalista – Folha de S. Paulo, 10-09-2021.

 

Criaturas se libertam de seus criadores

“Assim como se voltaram contra Sergio Moro, que lhes deu numa bandeja a eleição de Bolsonaro, e contra todos os que por algum motivo desertaram da matilha.

A diferença é que,

  • até há pouco, esperavam pelo chefe para saber a quem odiar.
  • Agora já escolhem por conta própria os inimigos a destruir.

Era inevitável: de Adão aos robôs da ficção científica, a história está cheia de criaturas que se libertaram de seus criadores”

– Ruy Castro, jornalista e escritor – Folha de S. Paulo, 10-09-2021.

 

Bolsonarismo sem Bolsonaro

“Bolsonaro é destrambelhado e estúpido demais, e os bolsonaristas logo precisarão de alguém melhor.

Um indício de que já começaram a se mover sozinhos

  • é a classificação de “frouxo” dada publicamente a ele por um patético caubói caminhoneiro,
  • por Bolsonaro ter ordenado a dissolução da greve da categoria.

Hoje sabemos que o bolsonarismo já existia antes de Bolsonaro. O trágico é descobrir que talvez sobreviva a ele”

 

Assombro

“O espantoso nesta tragédia nacional não é a atuação do presidente, sempre coerente com seus princípios.

  • Assombroso é que tantos ainda escamoteiem os termos adequados para nomear suas intenções e de seus apoiadores:
  • são autoritários, são golpistas”

– Ângela Alonso, professora de sociologia da USP e pesquisadora do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento – Folha de S. Paulo, 10-09-2021.

 

Projeto de tirano

“O estrago social, econômico e político da inflação está dado e vai durar até bem entrado o ano de 2023, pelo menos, isso se tudo der muito certo (…) Como ficam a eleição e o governo de Jair Bolsonaro, dada essa situação?

  • Se ele deixasse de ser o que é, haveria uns esparadrapos possíveis.
  • Mas é difícil de acreditar nessa ficção, em chifre em cabeça de cavalo, imaginar que Bolsonaro vá abandonar adeptos, sectários e falangistas, que ainda lhe dão chance de ficar no poder.

Ou seja, o projeto de tirano teria de trocar o certo (seus adeptos) por uma melhora difícil e de efeito político incerto na economia”

– Vinicius Torres Freire, jornalista – Folha de S. Paulo, 10-09-2021.

 

Barbarizar – atitude ‘racional’ de Bolsonaro

“Bolsonaro é motivo de incertezas que

  • chutam o dólar para cima,
  • tolhem investimentos
  • e provocam aumento de preços preventivos.

Quanto mais durem as incertezas, como as fiscais, mais difícil conter a deterioração por inércia:

  • inércia da inflação,
  • de contenção de consumo e investimento por precaução,
  • das condições financeiras ruins.

Dado o estrago que já foi feito, quem sabe a atitude “racional” de Bolsonaro seja mesmo barbarizar. Se por mais não fosse, tem ainda o impulso essencial da imbecilidade desvairada e de seu projeto de fundo (tirania e escapar da cadeia)”

 

Caminhoneiros desbloqueiam a terceira via

“Caminhoneiros já desbloqueiam a terceira via. Minutos depois da publicação da Nota Oficial Impressa de Jair Bolsonaro, os caminhoneiros começaram a se mover. Muitas placas foram erguidas com a mensagem “É cilada, Bino”. Em seguida, os motoristas começaram a desbloquear a terceira via”

– Renato Terra, humor acima de tudo – Folha de S. Paulo, 10-09-2021.

 

Bolsonaro dá chapéu em ministros e entrega a Temer papel de pacificador

“É dura a vida de quem tem de lidar com Jair Bolsonaro. Flávia Arruda e Ciro Nogueira suaram a camisa depois da terça-feira do 7 de Setembro para convencer o presidente a desarmar o espírito e estender a mão ao STF, mas tomaram um “chapéu” do presidente.

  • Fizeram a cama, nas palavras de um palaciano,
  • mas quem deitou nela e ficou com a fama foi Michel Temer, muito à vontade no papel de “pacificador”.

O ex-presidente ainda conservou a imagem de “independente”:

  • na mesma terça fatídica, chancelou, com Ricardo Nunes, prefeito de São Paulo,
  • a dura nota do MDB contra Bolsonaro”

– Alberto Bombig e Matheus Lara – Coluna do Estadão – O Estado de S. Paulo, 10-09-2021.

 

Vixe

“Para piorar,

  • enquanto Bolsonaro se entendia com Temer,
  • e os “moderados”do Planalto, junto com Arthur Lira, trabalhavam pelo armistício entre Poderes,
  • Baleia Rossi (SP), presidente nacional do MDB, castigava o governo e Bolsonaro na GloboNews”

 

Por…

“Segundo um conhecedor das tramas do Planalto,

  • o “erro”de Lira e de Nogueira foi figurarem em reportagens da imprensa no papel de “fiadores” da estabilidade e da moderação, capazes de frear Bolsonaro.
  • Esqueceram-se de combinar com o presidente”

 

…conta

“Bolsonaro fica contrariado com esses movimentos e gosta de fazer justamente o contrário”

 

Bichos

“Os adversários de Bolsonaro foram à loucura nas redes sociais. “O leão virou um rato”, escreveu João Doria (PSDB-SP)”

 

Desastre e humilhação

“O evento de terça foi um desastre pro Bolsonaro, e a nota agora uma humilhação”

– Rodrigo Maia, secretário de Projetos e Ações Estratégicas de SP, sobre o recuo do presidente após encontro com Temer nesta quinta-feira, 9  – O Estado de S. Paulo, 10-09-2021.

 

Raiva, ameaças e agressões

“Não dá para tapar o sol com a peneira:

  • os atos de 7 de Setembro, que não foram a favor de nada, só a favor do próprio Bolsonaro e contra o Supremo e a democracia, 
  • foram um sucesso para ele.
  • Mas, em vez de comemorar, de transmitir segurança e alegria – como gostaria Ramos – o presidente jogou tudo fora ao reagir com raiva, ameaças, agressões”

– Eliane Cantanhêde, jornalista – O Estado de S. Paulo, 10-09-2021.

 

Erro grave

“Um erro grave nos esportes e na política é subestimar adversários.

  • É imperdoável as esquerdas e a oposição em geral tentarem reduzir o peso político dos atos, que tiveram expressiva participação popular.
  • Ok. Não havia 500 mil em Brasília nem 2 milhões a 3 milhões em São Paulo, como esperava Bolsonaro,
  • mas as imagens não mentem.

Tinha muita gente, sim, muito mais do que o razoável em meio à pandemia, o desemprego e a miséria, com um presidente que não governa, vive de messianismo”

 

Não votei no Temer

“A nota do Temer foi para mostrar que o povo não deve exercer seu poder diretamente. Não votei no Temer”

– Allan dos Santos, youtuber – Folha de S. Paulo, 10-09-2021.

 

Game over

  • “Dia 7: multidão nas ruas com pauta patriótica condenando o arbítrio.
  • Dia 9: Bolsonaro elogia China como essencial e pede desculpas ao STF. Game over”

– Rodrigo Constantino, jornalista – Folha de S. Paulo, 10-09-2021.

 

Passo de mágica

“As coisas não ficarão como estão e nem tudo mudará para melhor subitamente num passo de mágica. Estava claro. Este é o Brasil, o país do ‘deixa disso’ e do ‘veja bem'”

– Bernardo Kuster, editor do jornal olavista Brasil Sem Medo – Folha de S. Paulo, 10-09-2021.

 

Covarde

“Este é o meu recado para o presidente Bolsonaro.

“O general que vai para a guerra com medo de levar um tiro é tido como covarde… E não merece a lealdade da tropa nem as honras do soberano”

– Wagner Cunha, que se apresentou como psicólogo, escritor e ativista político – Folha de S. Paulo, 10-09-2021.

IHU

Fonte: http://www.ihu.unisinos.br/612740-bolsonarismo-sem-bolsonaro-frases-do-dia

 

 

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>