Posts por data

abril 2019
D S T Q Q S S
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  

Categorias

Francisco e a sombra de Ratzinger, a coexistência que pesa sobre o Vaticano

Há seis anos, a renúncia do pontífice alemão ao Trono de Pedro levou à eleição de Bergoglio: um caso único na Igreja. As “notas” de Bento XVI sobre a pedofilia abrem a questão “constitucional” e provocam acusações contra o seu entourage Leia mais →

A grande beleza do Universo em expansão e a Teoria da Relatividade de Einstein.

O físico e o artista trilham caminhos diferentes, mas rumam para o mesmo lado: a grande beleza. No fundo, parece ser o belo que nos leva a construir uma ética que possa ser compatível com o nosso espaço-tempo. Pensar os fenômenos da física é pensar o ser humano. “Acho que os ensinamentos mais importantes da física são (1) que não devemos acreditar muito na intuição direta: devemos estar prontos para mudar a mente, e (2) não devemos acreditar no que as gerações anteriores pensavam: elas sabiam muito pouco, menos ainda do que nós”, sustenta o professor e pesquisador Carlo Rovelli, em entrevista por e-mail à IHU On-Line.

Leia mais →

Diante da cegueira idólatra, um novo Brasil a ser reconstruído

Há uma longa tradição de estudos a respeito das impressões que as pessoas têm sobre as imagens do mundo. Do Mito da Caverna de Platão ao Instagram, a distância entre o mundo concreto e as representações do mundo em dispositivos móveis é sempre menos óbvia do que parece. Nesse contexto, a idolatria – seja a ideais estéticos, a marcas ou figuras humanas – tende a operar quase como necessidade básica. Mas a questão, porém, é que esse desejo idólatra tende a transformar a visão em cegueira. “Para Flusser, ‘idolatria [é a] incapacidade de decifrar os significados da ideia, não obstante a capacidade de lê-la, portanto, adoração da imagem’”, explica o professor doutor Ricardo Timm de Souza, em entrevista por e-mail à IHU On-Line. Leia mais →

Salva-nos na fraqueza, mas com dignidade e determinação!

A lógica de Jesus Cristo, que é a lógica de Deus, baralha-nos se nos ativermos aos critérios de salvação ditados e praticados pelo mundo. Com efeito, admiramos, aplaudimos e vitoriamos aqueles e aquelas que rompendo com determinação e força as raias da mediania ou as fronteiras da rotina se distinguem pela heroicidade pomposa. E era isto que os israelitas – e os próprios discípulos de Jesus – esperavam do Messias prometido: destruir pelo fogo os inimigos, abatê-los à espada e constituir uma corte de honrarias em que os apóstolos seriam os príncipes com a nobre missão de bem legislar, exercer o poder executivo com pompa e circunstância e julgar, obviamente para condenar. Mas não é assim a via escolhida por Jesus em obediência ao desígnio e à vontade do Pai. E a liturgia do Domingo de Ramos mostra-no-lo à saciedade.  Leia mais →

O trauma e a nostalgia: continuidade entre prefeito, papa e emérito

Deve ser atribuído um valor considerável a este texto de J. Ratzinger, que intervém – do silêncio interrompido do seu retiro –  sobre o tema dos abusos.  Um tema que, com a sua atualidade, estimulou expressamente o Bispo emérito de Roma a tomar a palavra. Eu disse “texto considerável”, porque permite apreciar, de uma forma totalmente convincente, a grande continuidade entre o pensamento do atual “emérito”, o do Papa Bento XVI, mas também o do Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé. Leia mais →

Gesto surpreendente e comovente com sabor evangélico

Depois de ter pedido “como irmão” aos líderes do Sudão do Sul o esforço de “permanecerem na paz”, o Santo Padre, com visível sofrimento, quis ajoelhar-se ante eles para lhes beijar os pés. Prostrou-se então diante do presidente da República do Sudão do Sul, Salva Kiir Mayardit, e dos vice-presidentes designados presentes, entre eles, Riek Machar e Rebecca Nyandeng de Mabio. E este gesto do Servo dos Servos de Deus foi a marca – surpreendente e comovente de profundo sabor evangélico – de encerramento do retiro espiritual de cariz ecuménico e diplomático pela paz no Sudão do Sul, que o Sumo Pontífice acolheu na sua casa. Leia mais →

Papa Francisco beija os pés dos líderes do Sudão do Sul: chega de guerras

O pontífice de joelhos diante do presidente Salva Kiir e dos vice-presidentes designados do país africano, que deverão dar início a um novo governo em maio: “A paz é possível, o armistício seja respeitado. As pessoas estão exaustas devido aos conflitos do passado​​”

O papa de joelhos diante dos líderes do Sudão do Sul, em Santa Marta Leia mais →

A condição de vulnerabilidade dos adolescentes ainda é invisível na área da saúde

A pesquisa sobre os indicadores de saúde sexual e reprodutiva de adolescentes entre 10 e 19 anos do Rio Grande do Sul, realizada a partir de uma parceria do PPG Enfermagem da Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos com a Secretaria Estadual da Saúde/RS desde 2015, demonstra, de um lado, que “a gravidez na adolescência está diminuindo no estado” e a média de jovens grávidas está abaixo da média nacional, mas, de outro, a gravidez decorrente de violência sexual ainda é um problema a ser enfrentado, já que 70% das notificações de gravidez decorrente de violência sexual envolvem crianças e adolescentes. “Nossa pesquisa confirmou a face perversa já conhecida dessa realidade dos crimes sexuais: elas são abusadas no lar, por conhecidos (30%), pai e ou padrasto (29%), e os ‘parceiros afetivos’ foram apontados em 7% dos casos”, afirma Rosangela Barbiani, coordenadora do estudo. Leia mais →

“Pacem in Terris”. Os 56 anos de uma encíclica e a dimensão social do Evangelho.

Pacem in Terris inaugurou uma nova etapa nas relações da Igreja com o conjunto dos povos, fazendo esquecer, ao menos em parte, dolorosos desentendimentos do passado”, avalia o frei dominicano.

Hoje, 11 de abril, celebra-se o 56º. aniversário da encíclica Pacem in Terris, de João XXIII. Reproduzimos a entrevista com Frei Carlos Josaphat, frade dominicano, que publicamos por ocasião do 50o. aniversário, 2013.
Leia mais →

O CEO que catava papelão

Laércio Albuquerque, presidente da empresa de tecnologia Cisco, pegava papelão, bola de tênis e foi office-boy

De catador de papel pelas ruas de São Paulo até a presidência da maior empresa de plataforma de conectividade do mundo, a Cisco. Laércio Albuquerque diz, em entrevista exclusiva na série UOL Líderes, que não esperava chegar onde chegou e defende a importância da educação na transformação de vidas como a dele. Leia mais →