Primeiro Boletim

BOLETIM DO MPC

EXPEDIENTE:

Felisbino e Léa
R. Desembargador Armando Fairbanks, 310
Butantã – São Paulo – SP – CEP 05501

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA NOVEMBRO DE 1981 — No. 1

Nasce o primeiro número

EDITORIAL

O Movimento de Padres Casados é hoje uma realidade.

Começou com uma simples troca de idéias, há mais do quatro anos, em Salvador, BA. Assim, iniciou-se uma série de recados e de Contatos pessoais, e foi realizado o I Encontro, em Nova Iguaçu, RJ, em julho de 1979, com a presença de 12 pessoas. Esta primeira reunião consistiu basicamente no conhecimento mútuo e intercâmbio de experiências de vida e de trabalho.

Em abril de 1980 foi realizado o II Encontro, ainda em Nova Iguaçu, reunindo então 25 pes­soas. Foi discutida a problemática da Fé e do engajamento cristão do padre casado e de sua esposa; sua marginalização no Igreja, inclusive em relação a esse engajamento; o sentido do sacerdócio hoje, numa lgreja que opta pela libertação do povo oprimido.

Em março de 1981, tivemos o III Encontro Nacional, contando com a presença de 65 pessoas de vários Estados, estando também presente Dom Paulo Evaristo Arns, Cardeal Arcebispo de São Paulo. Discutimos a situação do padre casado e de sua família dentro da sociedade e dentro da Igreja, seu compromisso com o povo e seu engajamento no trabalho de conscientização e libertação como exigência de fé, e traçamos alguns parâmetros para a organização do Movimento. Este Encontro teve o mérito de definir o tríplice objetivo do MPC:

a) acolhimento e mútuo apoio entre os padres casados;
b) diálogo com a hierarquia e pressão em favor de uma igreja mais aberta;
c) atuação nas comunidades cristãs e engajamento nas lutas do povo por justiça e liber­dade, e construção de uma sociedade mais humana.

Faz tempo que o grupo de padres casados de São Paulo vem sentindo a necessidade de se criar um órgão de divulgação de seus anseios e de seus trabalhos. Formamos uma classe com características bem próprias e específicas e, por meio de notícias dos colegas, cremos poder nos organizar como comunidade que tem uma missão especial. Nosso Boletim pretende, inicialmente, dar informações de como estão sendo concretizados os objetivos do MPC. Aqui está o seu primeiro número. Para os números seguintes, envie suas experiências, suas críticas e sugestões. O Boletim é nosso. Sabemos que existem pelo Brasil afora vários gupos de padres casados em organização. Este Boletim pretende também ser um elo de ligação com esses grupos, informando e trocando idéias.

Um dia, unidos, seremos mais fortes.

O PRÓXIMO ENCONTRO NACIONAL

Será nos dias 21 a 23 de fevereiro de 82 em São Paulo e em local a ser ainda cornunicado, o nosso IV ENCONTRO NAClONAL. Nós temos dado este nome, devido à participação de companheiros de vários Estados, mas nosso Encontro não tem a pretensão de ser geral e o único, nem visa determinar formas únicas do comportamento e atuação. O que queremos realmente com esses encontros é conhecer melhor a situação de nossos colegas, trocar ideias a respeito de cada um, nas diversas áreas, ampliar a ajuda mútua que deve existir entre nós, e também ampliar nossa fé e nossas experiências vitais. Temos muito de comum em nossa caminhada e em nosso desejo de continuar.