Helder Câmara 1955: a irrupção do evangelho

 

O evangelho não é uma evidência.

Eduardo Hoornaert – 08/09/2018

Se hoje vale a pena rememorar a vida de Helder Câmara, é principalmente no sentido de nos mostrar que a descoberta do evangelho, por parte de um católico – seja ele leigo, sacerdote ou bispo – não é uma evidência. Pelo contrário.

Após […]

A ‘Regra de Vida’ de Helder Câmara

Eduardo Hoornaert – 07/08/2018 – Foto: Tv replay

Entre seus 14 e 22 anos, o jovem Helder Câmara vive no Seminário Diocesano de Fortaleza, Ceará, Brasil.

No final de sua permanência ali, ele elabora uma ‘regra de vida’, ulteriormente divulgado entre colaboradoras e colaboradores, tanto no Rio de Janeiro como em Recife.

[…]

Medellín: seu contexto em 1968 e sua relevância 50 anos depois (II)

Prof. Edward Guimarães – observatoriodaevangelizacao – 10/05/2008

Foto: Pe. José Oscar Beozzo

Na noite do primeiro dia do VI Colóquio de Teologia e Pastoral, 07/05/2018, o teólogo e historiador da Igreja, Prof Dr. Pe. José Oscar Beozzo, proferiu a Conferência de Abertura, no auditório Dom Helder Camara, da Faculdade Jesuíta de Filosofia e […]

Medellín: seu contexto em 1968 e sua relevância 50 anos depois (I)

Edward Guimarães, 08/05/2018

Foto: Camilla Moreira – Arquivo do Observatório da Evangelização:

José Oscar Beozzo – Conferência de abertura do VI Colóquio de Teologia e Pastoral, 07/05/2018.

Na noite do primeiro dia do VI Colóquio de Teologia e Pastoral, 07/05/2018, o teólogo e historiador da Igreja, Prof […]

Helder Câmara em perspectiva histórica

 

Eduardo Hoornaert – 13 de junho de 2018

A figura de Helder Câmara costuma ser registrada com foco muito aberto e desse modo ele aparece como bispo. Em quase todos os textos publicados a seu respeito, aparece um Dom Helder Câmara.

Mas na medida em que se vai alargando o campo de […]

Duas Mensagens da CNBB: para quê?

Pedro A. R. de Oliveira – 26/04/2018

Foto: Folhas secas com cruz episcopal – Jovens Conectados. flickr

“Hoje os bispos optaram por um pronunciamento que apoia envergonhadamente o regime resultante do golpe de 2016, sem que os bispos-profetas – que existem! – se manifestassem publicamente.

[…]