NÃO DEIXAR NINGUÉM PARA TRÁS

Será possível vencer a exuberância das manifestações recíprocas e espontâneas sem anestesiar acordialidade? Frei Bento Domingues, O.P. – 26/04/20

Acordei a pensar numa questão que me tem acompanhado, de diversas maneiras, durante este tempo de quarentena: a questão levantada por aquelas pessoas que lutam, dia a dia, para não deixar ninguém para trás, sobretudo aqueles […]