REDHEL: Um espaço de articulação ecumênica para uma América Latina diversa

A REDHEL convida a se somarem todas as pessoas e organizações comprometidas em encarnar a mensagem de libertação de Cristo através da cooperação mútua, respeito pelas diferenças e um forte compromisso com a dignidade das pessoas.

 

 

Vivemos em uma época em que as vozes religiosas estão se tornando uma presença cada vez mais notória no espaço público latino-americano.
  • Vozes tão variadas quanto a mesma diversidade que compõe as igrejas,
  • mas são as neoconservadoras as que adquirem maior ressonância.

Alguns grupos religiosos resistem à obtenção de direitos historicamente reivindicados pela sociedade civil e no campo das políticas públicas.

  • Temos realmente um estado que oferece oportunidades iguais para as diferentes crenças na região?
  • Constrói-se a partir de problemas comuns em vez de diferenças?
  • Quais são os limites e possibilidades das igrejas em relação ao debate público?
  • A ideia de liberdade de consciência pode ser instrumentalizada em favor do privilégio de determinados setores, e em detrimento das lutas conquistadas por vários grupos sociais?

É neste contexto que um grupo de organizações ecumênicas da região

  • se articulou com o propósito de promover a convergência de diferentes crenças no espaço público
  • a partir de uma visão inclusiva, diversa e profética.

Um espaço de encontro, reflexão e incidência de

  • organizações sociais,
  • igrejas,
  • meios de comunicação,
  • espaços acadêmicos
  • e redes da sociedade civil da América Latina e do Caribe,

que convergem no objetivo de

  • promover os direitos humanos,
  • a defesa da liberdade religiosa
  • e a afirmação do Estado laico como espaço partilhado entre as diferentes crenças.

 

Essa articulação, denominada Rede Ecumênica de Direitos Humanos e o Estado Laico (REDHEL), tem os seguintes objetivos:

  1. Promover espaços de diálogo e incidência pela defesa do Estado laico e da democracia plena como garantia do respeito e da inclusão de todas as pessoas, sem distinção de religião, gênero ou filosofia/ideologia,

  2. Tornar visível, articular e potencializar a capacidade de comunicação, o trabalho conjunto e o impacto das ações desenvolvidas pelos integrantes da rede que acompanham a defesa do Estado laico e dos direitos humanos e

  3. Desenvolver instâncias de reflexão e produção acadêmica (sociopolítica e teológica) com o propósito de problematizar e disputar discursos religiosos contrários aos direitos humanos, promovendo posicionamentos que valorizem a dignidade de todas as pessoas.

REDHEL convida a se somarem todas as pessoas e organizações comprometidas em encarnar a mensagem de libertação de Cristo através da cooperação mútua, respeito pelas diferenças e um forte compromisso com a dignidade das pessoas.

Escreva para redecumenicaredhel@gmail.com.

Organizações membro:

 

 

 

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>