Bolsonaro é denunciado em corte internacional por “incitar genocídio indígena”

notice

 Comissão Arns@comissaoarns – 29 Novembro 2019

Foto: Daqui

 O presidente Jair Bolsonaro é alvo de denúncia no Tribunal Penal Internacional acusado de promover o “genocídio de povos indígenas“. A ação foi movida por duas organizações de advogados especializadas em direitos humanos, a Comissão Arns e o Coletivo de Advogados de Direitos Humanos (CADHu).

A reportagem é publicada por Congresso em Foco, 28-11-2019.

 

A corte é um tribunal permanente de justiça internacional cuja missão é julgar pessoas que cometeram

  • crimes de genocídio,
  • crimes de guerra
  • e crimes contra a humanidade,
  • como por exemplo escravidão, extermínio e assassinato.

O presidente da Comissão Arns, que entrou com o processo contra Bolsonaro, é o ex-ministro da Justiça José Carlos Dias, que comandou a pasta durante o governo de Fernando Henrique Cardoso (PSBD).

Comissão Arns@comissaoarns

Bolsonaro foi denunciado ontem ao Tribunal Penal Internacional por incitar o genocídio e promover ataques sistemáticos contra os povos indígenas do Brasil. A representação é movida pelo @CADHu e pela .

Ver imagem no Twitter
Veja outros Tweets de Comissão Arns
Comissão Arns@comissaoarns

 

Leia mais:

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>