CARTA da Federação Latino-Americana de Padres Casados ao Papa Francisco e aos bispos da América Latina

Redação, 16/12/2017

Foto: Clelia com o Papa Francisco. 

Ontem, 15 de dezembro, o Papa recebeu no Vaticano uma Carta enviada pela Federação Latino-Americana de Padres Casados.

A Carta foi entregue pessoalmente por Clelia Irasmendi, que está em Roma. Clélia Irasmendi é filha de Clelia Luro, esposa do bispo casado argentino Jerónimo Podestá. Ambos já falecidos.

Francisco, quando arcebispo de Buenos Aires, era amigo da família e deu os últimos sacramentos a Jerónimo, antes de seu falecimento. Quando foi eleito papa, telefonou a Clélia-mãe, como o fez também com outros amigos de Buenos Aires. Abaixo, o texto da Carta da Federação, entregue a Francisco.

CARTA DA FEDERAÇÃO LATINO-AMERICANA DE PADRES CASADOS AO PAPA FRANCISCO

E AOS BISPOS DA AMÉRICA LATINA

 

A FEDERAÇÃO LATINO-AMERCANO PARA A RENOVAÇÃO DOS MINISTÉRIOS SAÚDA SUA SANTIDADE O PAPA FRANCISCO E OS SENHORES BISPOS DA AMÉRICA  LATINA.

Os grupos e associações de presbíteros que constituímos família, nos países: México, Guatemala, Colômbia, Equador, Peru, Bolívia, Argentina, Brasil, Uruguai, Paraguai e Chile, nos fazemos presentes para tornar realidade a recomendação feita pelo Papa Francisco, em seus discursos nas visitas ao continente: que haja diálogo entre os bispos, os irmãos de outras religiões e os presbíteros casados.

Desde o ano 1990, o bispo de Avellaneda, Argentina, Dom Jerónimo Podestá, junto com sua esposa Clelia Luro, que descansam na paz de Deus, e Júlio Pérez Pinillo, do Movimento para o celibato opcional – MOCEOP, da Espanha, apoiaram a constituição da Federação Latino-americana dos sacerdotes casados, que hoje se chama Federação Latino-americana para a renovação dos ministérios.

Como membros batizados e consagrados da Igreja, continuamos cumprindo o mandato de Jesus; “Ide por todo o mundo anunciando a boa nova” e colaborando na construção do reino de Deus e da Sua justiça. E, noutros casos, onde se nos permite, servindo as comunidades.

Nesta ocasião vamos nos reunir no VIII encontro Latino-americano da Federação , de 11 a 14 de janeiro de 2018, na cidade de Quito-Equador, de acordo com os estatutos, para eleger a nova Direção e para refletir sobre os temas:

1. Os povos originários da América Latina.

2. A realidade latino-americana em que estamos vivendo atualmente.

3. A função da mulher na sociedade e na igreja.

4. As relações com as comunidades, com os sacerdotes e com os bispos. E, ao mesmo tempo, analisar como devemos nos comprometer, nestes tempos. na construção do reino de Deus.

O encontro é ecuménico, aberto, de acordo  com as mensagens do Papa Francisco que nos ensina que devemos unir-nos com  todas as religiões do mundo para orar e trabalhar pela paz, pelo meio ambiente e pelos migrantes.
Desejamos que esta carta chegue a vocês, para que fiquem informados sobre nossos objetivos e propósitos e para ver se é possível contar com a  vossa presença, ou a de um delegado: serão sempre bem vindos.

Queremos antecipar um assunto importante que se prepara na América Latina, o “Sínodo Pan-Amazónico” que se celebrará no ano 2019, e que enfocará os problemas que vivem os povos nessas regiões da floresta. Que precisam da devida atenção dos estados e das igrejas que têm a missão de evangelizar. Esperamos que o Papa Francisco e os bispos latino-americanos prestem a devida atenção a este fato.

Confiamos que vossas orações se unam às nossas para pedir a Deus e à nossa Mãe Maria, pelo êxito deste importante evento.

Assinam em baixo:   

 

Mario Mullo SandovalRosa Leiva Valles, presidentes – Equador

João Tavares – Sofia Santos  vice-presidentes -Brasil

Óscar Varela – secretário –  Argentina

Encarnación Madrid – (Tesorera) – Orlando Martin – Coordenador do cone sul – Argentina

Sebastián Cozar –  Juana Hernández Aravena  – Chile

 

12 de Dezembro de 2017. Dia de Nossa Senhora de Guadalupe

 

Fonte: Diretoria da Federação Latino-Americana

Tradução: João Tavares

14 comments to CARTA da Federação Latino-Americana de Padres Casados ao Papa Francisco e aos bispos da América Latina

  • oscar varela

    Hola!
    Clelia Isasmendi (Clelita) tiene una muy larga trayectoria como militante socio-política dentro del peronismo en Argentina.
    Durante muchos años, además, visitaba al Cardenal Bergoglio en Bs. As. enviada por su mamá (Clelia Luro) para entregarle Notas y opiniones sobre la gestión pastoral referida a los sucesos socio-políticos en la tan vapuleada Argentina.
    NOTA: Los “Correos secretos del Zar” no son solo un´Film, sino lo más corriente en este mundo de astucias e inocencias.

  • Conceição Santos

    Que bom João!
    Rogo a Deus que tenham bons resultados.

  • Artur Peregrino

    Olá, João Tavares,
    Obrigado pelo anuncio da ntrega da Carta, da Federação dos Padres Casados, ao Papa Francisco.
    Também pela carta de Frei Abreu, ofm, sobre Leonardo Boff. Você tem o e-mail de Frei Abreu? Fico grato.
    Olhe, eu sou Artur Peregrino. Estudei no ITER (instituto de teologia de Recife) tempo de Dom Hélder. Fui seminarista e aluno de Leonardo Boff, Pe. Comblin, Pe. Ernane Pinheiro… Vivi intensamente a Igreja da Libertação orientada por Dom Hélder, Dom José Maria Pires. Tenho mitos amigos padres casados na região do Nordeste.
    Abração fraterno e boas festas,
    Artur Peregrino e família.
    Sou casado e tenho três filhas.

  • W.J. Absil (Gil)

    Prezado Joao Tavares,

    Li várias vezes a carta de Federação Lat. Americana de Padres Casados.
    Infelizmente não consigo me livrar de uma percepção de decepção.
    Está muito mal dirigida, sem pé nem cabeça, confusa mesmo.
    Com referência desnecessária ao Podestá e Júlio Perez, para justificar que existe uma Federação?
    E termina com uma deselegante chamada de atenção ao Papa Francisco e aos bispos,
    (“Esperamos que… prestem a devida atenção… ). Ora, se foi o Papa Francisco que convocou
    o Sínodo Pan-amazônico.
    Pela formulação os bispos não vão dar a mínima.
    S.M.J.
    Grande abraço. W.J. Absil (Gil)

  • Félix Filho

    Muito bom. A foto de Clélia com o Papa é de uma simplicidade que me encantou e fico cada vez mais fã de Francisco. Bonito ver a filha de Clélia sentada ao lado da “Sua Santidade ” como duas pessoas normais, irmãs e filhas de Deus.

    Vou tentar, através de um colega que hoje é Monsenhor e vigário geral da Arquidiocese, meu colega de ordenação, e fazer chegar a carta ao Dom Fernando Saburido, Arcebispo de Olinda e Recife.

  • Antônio Tadeu Magalhães

    Obrigado, caro João, pelo envio da mensagem.
    Concordamos inteiramente com a iniciativa da Federação e nos colocamos inteiramente à disposição.
    Tadeu Magalhães – Presidente da APCC – Associação dos Padres Casados da Campanha

  • Fraternitas Secretariado

    Oi, mano João

    Que MARAVILHA!Vocês são “aquela máquina”! Isto é e a sério são MISSIONÁRIOS como “in illo tempore” há dois mil e tal anos. PARABÉNS!
    A Carta a Francisco já está reencaminhado na rede da Fraternitas e na minha pessoal logo pela manhãzinha! Até para o Instituto Diocesano da Comunicação!

    Uma semana santificante, Urtélia e João e restantes manos da FRATERNITAS.

  • Agenor Brighenti

    Que bela iniciativa, Tavares.
    Um abraço

  • Manoel José Godoy

    Bravo!
    Bela iniciativa.

    Abraços

    Pe. Manoel

  • Parabens à Federação Latino- Americana de Padres Casados, especialmente, João Tavares (Vice-Presidente) e sócio da Associação Rumos (MFPC) – Brasil, pela divulgação do “Documento” enviado ao Papa Francisco e aos Bispos sobre a situação real dos Padres Casados na Igreja Católica.Esperamos uma Resposta Conciliatória positiva na contra-mão da História Eclesiástica. In Corde Jesu – Clovis Antunes (MFPC)-Recife – Brasil-Nordeste.

  • oscar varela

    Hola Absil (Gil)!
    Dos cosas:
    UNA: Agradecer tu “Grande abrazo”; en el que me amparo!
    DOS: Agradecer tu opinión. Estimo que tienes razón.
    ………………….
    Otra cosa:
    Veré de aprovechar positivamente tu aporte.
    Óscar – Secretario (siempre ad referéndum de lo que los federados manden)
    Perdón por no poder “escribir” en brasileiro!

  • Alcino Camatta

    Tavares, salve. Você já deve estar pensando que já morri. Não respondi mais nada. De fato já estou perto dos 90, mas ainda me mexo. Não sei se já te noticiei que fizemos no dia 28 de outubro uma reunião de padres casados a 3ª, mas fiquei tão aborrecido porque de um lado vendo que os padres casados ficam abobados, sem argumentos, sem visão teológica. Até parece um fiel comum com medo de tudo o que sagrado. Percebo que a fé mata a coisa mais importante que a gente para ser homem a razão. Sem ela a gente não pode ter fé. Se assim fosse todos os bichos teriam fé.
    Me queixei com alguns colegas. Precisamos procurar um caminho teológico em que se mostre que os batizados tem mais direito, do que no nós podemos dar a eles do que proibições farisaicas que saem da autoridade humana que perderam o caminho do amor divino. O ano da misericórdia proclamada pelo papa não foi entendida. Deus tem misericórdia , não precisa proclamar. O que deviam entender de misericórdia era a autoridade religiosa. Bem, vamos parar. A autoridade religiosa tem pouco raciocínio.
    Recebi e gostei muito de Rumos. Recebi igualmente as filípicas do episcopado da Argentina, defendendo o Papa, contra os bonecos de boné vermelho.
    No convite que tive de organizar , a pedido de D. Francisco para a reunião dos padres casados do dia 28 de outubro expus o meu pensamento para todos inclusive paro o bispo. Se der jeito vou te enviá-lo. Recebi as mudanças sugeridas por autoridades, para um sacerdócio mais anualizado também. João por hoje chega. Um abraço

  • Diamantino Prata de Carvalho

    Belo programa. Proveitoso e exitoso Encontro!

  • Marcio Sampaio de Paula

    A igreja precisa sim reconsiderar a situação dos Padres que se casaram por uma ou outra razão.
    Parece que a Igreja ou os homens da igreja não sabem nem lidar com a situação, os leigos parecem estar mais preparados que a hierarquia da Igreja.

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>