Jeremy Corbyn revela: outra esquerda é possível

Avanço dos trabalhistas ingleses, e de seu líder rebelde, envia um sinal.

Antonio Martins – 10/06/2017 

Foto: Theresa May e Jeremy Corbyn

“A ministra conservadora convocou eleições antecipadas. Alegava precisar de força para negociar, em melhores condições, a saída do Reino Unido da União Europeia – o chamado Brexit. No fundo, acreditava no mito da morte dos adversários. À época, as pesquisas eleitorais sugeriam que teria 24 pontos de vantagem sobre os trabalhistas – e que Corbyn, humilhado, não teria outra alternativa exceto renunciar.”

 

Num tempo sombrio, de retrocessos em todo o mundo, golpes e vitórias da direita (Trump, Temer, Macri, Duterte e muitos outros), surgiu na quinta-feira (8/8) um fato extraordinário, que é preciso examinar com atenção. Jeremy Corbyn, o líder rebelde do Partido Trabalhista britânico obteve resultado extraordinário nas eleições parlamentares do Reino Unido, realizadas ontem.

Não chegou a vencer, mas

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>