Movimentos sociais e pastorais convocam população para o Grito dos/as Excluídos/as neste dia 7

Fonte da notícia: Assessoria de Comunicação do Cimi

Em sua 22ª edição, o Grito dos e das Excluídos(as) de 2016 traz o lema “Este Sistema é Insuportável: Exclui, Degrada, Mata” e será realizado em 24 estados do Brasil. Tradicionalmente, o evento é realizado no dia 7 de setembro e organizado por diversos movimentos sociais, organizações e pastorais.

O lema do Grito dos e das Excluídos(as) baseia-se em afirmação do Papa Francisco a movimentos sociais durante encontro em Santa Cruz de La Sierra, em 2015, quando o pontífice declarou:

“O futuro da humanidade não está unicamente nas mãos dos grandes dirigentes, das grandes potências e das elites. Está fundamentalmente nas mãos dos povos; na sua capacidade de se organizarem e também nas suas mãos que regem, com humildade e convicção, este processo de mudança”.

O evento, que teve sua primeira edição no ano de 1995, é organizado de forma descentralizada e autônoma pelos movimentos e pastorais que o realizam em cada cidade. Em levantamento preliminar divulgado na segunda-feira (5), o Grito está previsto para ocorrer em pelo menos 110 municípios em todo o país.

2016_grito

Acompanhe a página do Grito dos Excluídos no facebook e veja a programação em cada estado.

No Distrito Federal, cerca de 80 movimentos e pastorais convocam a população a população a participar do Grito dos/as Excluídos/as, cuja concentração para o ato nesta quarta (7) será em frente ao Museu Nacional da República, a partir das 8h30.

Em Brasília, os movimentos populares, sindicais e pastorais que participam da Jornada de Lutas Unitária dos Trabalhadores e Trabalhadoras e Povos do Campo, das Águas e das Florestas e ocuparam o Ministério do Planejamento na segunda-feira (5) também participarão do ato.

 

Leia a convocatória:

Convocatória para o Grito dos Excluídos 2016 – Distrito Federal, 07 de setembro

Concentração em frente à Catedral de Brasília, a partir das 8h30

Temer subiu ao poder de forma ilegítima e governa apenas para os ricos e poderosos. Ele quer acabar com os direitos das trabalhadoras e dos trabalhadores do campo e da cidade, das florestas e das águas; das mulheres, das negras e dos negros, dos indígenas, das/os LGBTs, da juventude e das moradoras e dos moradores das periferias.

O povo brasileiro sofre cada vez mais com a crise. Só em agosto mais de 100 mil pessoas ficaram desempregadas. O salário já não dá mais para as compras do mês. E se Temer continuar realizando suas medidas, isso só tende a piorar. Não podemos esperar nada de bom de um governo que não foi escolhido pelo povo.

Por isso, os movimentos sociais do campo e da cidade realizam mais um Grito dos/as Excluídos/as. Chamamos aquelas e aqueles que não aceitam os ataques deste governo para participarem.

Com luta popular, é possível mudar essa situação.

Fora Temer! Nenhum direito a menos!

Fonte: http://cimi.org.br/site/pt-br/?system=news&conteudo_id=8913&action=read

 

LEIA MAIS:

 

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>