Sínodo da família: quem espera uma mudança espetacular na doutrina vai se decepcionar

25Na primeira sessão informativa do sínodo, o presidente delegado, o relator geral e o secretário especial destacam o espírito de liberdade e escuta dos padres sinodais

O cardeal André Vingt-Trois, arcebispo de Paris, declarou que “aqueles que estão esperando uma mudança espetacular na doutrina da Igreja vão se decepcionar”. Esta clara afirmação foi feita durante a primeira sessão informativa com os jornalistas, no final da primeira manhã de trabalho do sínodo dos bispos, que debate no Vaticano sobre a missão e a vocação da família no mundo de hoje.

O purpurado francês, na qualidade de presidente delegado, ofereceu aos meios de comunicação alguns detalhes das primeiras horas do encontro. Ele enfatizou a percepção de que, mesmo com a grande diversidade de contextos entre os participantes, todos dialogarão em torno ao papa com espírito de escuta e liberdade.

O cardeal Peter Erdö, relator geral, ressaltou o papel fundamental das comunidades e famílias cristãs comprometidas com a transmissão da fé. É necessária, não só importante, a colaboração destas famílias, disse ele.

Também o secretário especial, dom Bruno Forte, recordou que as finalidades do sínodo são duas. A primeira é a de propor o Evangelho da família, ou seja, a família como sujeito e objeto central da pastoral, como valor prioritário no qual apostar, mesmo numa época em que muitas partes do mundo se mostram em crise. A segunda é a atitude pastoral de acompanhamento e de integração, necessária para com todos.

Respondendo a uma pergunta a propósito da pressão midiática sobre o sínodo, os três recordaram que a mesma situação já foi vivida no ano passado e que é necessário levar em conta que os temas que mais surgem na mídia nãoSínodo-Família2 são, necessariamente, os que mais preocupam os participantes do sínodo. O cardeal Vingt-Trois assegurou que o papa não vai se submeter à “tendência do momento”, porque ele se sente completamente livre. Dom Forte declarou que a tendência na mídia é bipolar, mas, “com sinceridade, digo que dentro do sínodo não é assim”: trata-se de pastores, de homens de fé que se põem à escuta de Deus e dos desafios da humanidade.

Dom Forte matizou ainda que o tempo muda, as situações mudam e a Igreja não pode ser insensível aos novos desafios. O sínodo, agregou, “tampouco se reúne para não dizer nada”. O secretário especial recordou que “não é um sínodo doutrinal, mas pastoral. Não podemos pensar numa mudança doutrinal, mas sim nos desafios pastorais que existem e que nós queremos encarar”. O cardeal Erdö observou que “a sociedade vive uma transformação profunda e a missão da Igreja é acompanhar essas mudanças”.

Autor: Rocío Lancho García

www.zenit.org

 

1 comment to Sínodo da família: quem espera uma mudança espetacular na doutrina vai se decepcionar

  • Abílio Louro de Carvalho

    É óbvio que ninguém esperou ou espera mudança de doutrina sobre matrimónio e família. Porém, é legítimo esperar uma clarificação da doutrina, identificando diferenciadamente o que é essencial e o que faz parte da disciplina ou da matéria processual ou de uma ação pastoral obsoleta ou ajustada à novas realidades. É salutar que fique explícito o que é nuclear ao nível da doutrina e o que foi adicionado ao longo da História.
    Dizer que o sínodo não é doutrinal, mas pastoral é tão inexato como como dizer que o Papa não é teólogo, mas apenas pastor ou que o Vaticano II foi um concílio não doutrinal mas apenas pastoral.
    Tanto quanto é possível perceber a arrumação das matérias, a primeira parte do Instrumentum Laboris retoma a análise da realidade feita em 2014; a segunda constitui o núcleo doutrinal de base; e a terceira parece definir, com base na realidade analisada e à luz da doutrina refletida, a estratégia e as táticas da ação pastoral para com a família cristã e desta para com as outras famílias – na linha da robustez, do diálogo e da solidariedade. E aqui será importante sair dos esquemas usuais e demasiado cristalizados, reinventar posturas mais em prol do homem e menos em obediência a normas áridas e impessoais.

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>