Morre Dom Clemente Isnard, ex-vice-presidente da CNBB

Por volta das 18h00 de hoje, dia 24 de agosto de 2011, o Exmo. e Revmo. Sr. Dom Clemente José Carlos Isnard, OSB, Bispo Emérito de Nova Friburgo e monge de nosso Mosteiro, entregou sua alma a Deus aos 94 anos de idade, 74 de profissão monástica, 68 de ordenação sacerdotal e 51 de episcopado. Estava em Recife, hospedado na residência de seu amigo, Padre José Romero Rodrigues de Freitas, quando inesperadamente veio a falecer. Tendo pedido para ser sepultado onde viesse a morrer, será inumado no claustro do Mosteiro de Olinda amanhã, dia 25, ao final da tarde.
Na esperança do Cristo Ressuscitado e entristecidos pela separação deste nosso pai e irmão muito querido, recomendamos sua alma aos sufrágios dos Irmãos e Irmãs de nossa Congregação.

O Prior-Administrador e a Comunidade do Mosteiro de São Bento do Rio de Janeiro

Dom Bento Albertin, OSB


NOTA DA CNBB

Morre Dom Clemente Isnard, ex-vice-presidente da CNBB

Morreu hoje, por volta das 18h, em Recife (PE), o bispo emérito de Nova Friburgo (RJ), e ex-vice-presidente da CNBB, dom Clemente José Carlos Isnard, de 94 anos, uma das grandes referências de liturgia da Igreja no Brasil. Dom Clemente teve uma parada respiratória, enquanto fazia fisioterapia. O sepultamente de seu corpo será amanhã, 25, no Mosteiro de São Bento de Olinda. O horário ainda não foi divulgado.Dom Clemente nasceu no Rio de Janeiro em 8 de julho de 1917 e pertencia à Ordem de São Bento (beneditino). Recebeu a ordenação presbiteral em dezembro de 1942. Em 25 de julho de 1960, foi ordenado bispo para a diocese de Nova Friburgo, onde esteve até ficar emérito em 1992. A partir desta data, tornou-se vigário geral da diocese de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro até o ano de 2004.Dom Clemente tinha como lema episcopal “Seguindo a Ti como pastor”. Exerceu inúmeras atividades, tendo destacada atuação no Concílio Ecumênico Vaticano II em relação à liturgia. Foi membro do Conselho Federal de Cultura (1961), do Conselho Estadual de Educação (1961-1964) e do Conselho para Execução da Constituição de Liturgia (1964-1969).Foi, ainda, Secretário Nacional de Liturgia (1964); Membro da Comissão Episcopal Pastoral da CNBB; Vice-presidente da CNBB (1979-1982); presidente do Departamento de Liturgia do CELAM (1979-1982); 2º Vice-presidente do CELAM (1983-1987); membro da Congregação para o Culto Divino; membro do 1º Sínodo dos Bispos em 1967.
Dom Clemente participou também das Conferências do Episcopado Latino-americano de Puebla (1979) e Santo Domingo (1992).

LIVRO EDITADO
Reflexões de um Bispo sobre as instituições eclesiásticas atuais
por Dom Clemente Isnard

“… Em minha longa vida conheci padres incapazes de ser párocos e conheci também religiosas e leigas consagradas com capacidade de dirigir comunidades…”

– Reflexões de um Bispo
Neste livro, Dom Clemente Isnard expõe, com coração e testemunho, alguns pensamentos elaborados a partir de sua longa experiência pastoral. O autor não pretende atentar contra a fé católica, mas expressa o que muitos bispos pensam e gostariam de dizer acerca de temas ainda tidos como polêmicos ou como tabus dentro da Igreja católica. Avocação presbiteral não celibatária, o lugar da mulher na Igreja, as ordenações femininas, a nomeação dos bispos com participação popular e sucessão apostólica estendida a todos os bispos são alguns dos temas sobre os quais Dom Clemente, de forma moderaa e equilibrada, expressa seu pensamento.
Prefácio de Pe. José Comblim.

Editora Olho d’Água

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>