Francisco e Gustavo Gutiérrez se abraçam na Casa Santa Marta

Foi uma audiência pessoal, na Casa Santa Marta. Sem holofotes, entre dois velhos conhecidos. Francisco e Gustavo Gutiérrez (foto) se abraçaram
ontem, em Roma, simbolizando essa Igreja na primeira pessoa do plural que o Papaargentino promove, essa Igreja na qual todos nós cabemos, acima das diferenças. A Teologia da Libertação voltou a entrar nos aposentos vaticanos.

A reportagem é de Jesús Bastante, publicada no sítio Religión Digital, 13-09-2013. A tradução é do Cepat.

O encontro foi possível graças à mediação do prefeito daCongregação para a Doutrina da FéGerhard Müller, grande amigo do pai da Teologia da Libertação e que escreveu com ele o último livro que agora vem à luz na Itália. Aproveitando sua estadia em Roma, Müller – que em breve poderá ser nomeado cardeal – tornou possível um desejo que era do próprio Francisco.

O encontro é um passo a mais na reabilitação desta corrente teológica, cuja base – despojada do marxismo próprio da época em que surgiu, o período da Guerra Fria – é o centro da teologia de Francisco: a opção preferencial pelos pobres, os marginalizados, os que não possuem nada.

O passo seguinte, de acordo com diferentes fontes, seria a inclusão de Gutiérrez – que jamais foi condenado pelo Ex-Santo Ofício – no grupo de especialistas da Comissão Teológica Internacional.

“Ele me recorda muito João XXIII”, afirma numa das declarações para o Vatican Insider o teólogo peruano, que assinala: “penso que, talvez, ele esteja levando adiante o Evangelho, não exatamente uma teologia, no máximo uma teologia próxima à Teologia da Libertação. Falar da importância do pobre, do compromisso, da solidariedade com os pobres… Isso vem do Evangelho! E o Papa é muito evangélico, seu modo de atuar manifesta isto”.

Talvez dentro desse Evangelho, que une a todos os seguidores de Jesus, é onde se tenha que inserir esse abraço que ontem voltou a reunir o Bispo de Roma e a Teologia da Libertação. Depois de três décadas de incompreensão e condenações, o passo dado ontem denota mais uma vez os novos ares que se vislumbram no Vaticano. Numa primavera que hoje completa seis meses.

Jesús Bastante
Fonte: http://www.ihu.unisinos.br/noticias/523700-francisco-e-gustavo-gutierrez-se-abracam-na-casa-santa-marta

 

 

 

Veja também:

 

1 comment to Francisco e Gustavo Gutiérrez se abraçam na Casa Santa Marta

  • Flávio

    Queridos leitores, saúde e paz. Algumas vezes, pouquíssimas, arrisquei algum comentário por aqui. Arrisco-me outra vez, quase que no papel de advogado do diabo, repercutindo uma notícia lida hoje pela manhã, no site da UNISINOS.
    A d. Clélia, esposa-viúva de D. Podestá, que, segundo relato dela própria, recebe telefonemas rotineiros (semanais) do papa Francisco, denunciou que Gustavo Gutierrez (que continua tendo minha admiração) se recusou a pronunciar uma palestra num seminário em que também era convidado D. Podestá. A organização acabou tendo que pedir para Podestá se retirar, por exigência de Gutierrez. O mesmo ele fez com Boff. E o interessante é que na carta aberta que Clélia dirige a Gutierrez, ela ressalta que foi o próprio Papa Francisco que a recordou desse episódio. A carta termina dizendo que se essa é a Teologia da Libertação, o melhor é a gente promover também a libertação dessa teologia. Achei que seria interessante a gente saber do contraponto né.. Um abraço a todos, do irmão no presbiterato, Flávio.

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>