“A ordenação de homens casados ​​não é excluída pela Igreja”, segundo o Cardeal Czerny

Card. Czerny
Jordi Pacheco – 19 Outubro 2021 – cardeal Michael Czerny – Foto: DAQUI
  • Convencido de que a América Latina é um modelo para o resto do mundo, o prelado jesuíta lembra que embora o Papa Francisco não tenha implementado imediatamente o pedido do Sínodo sobre a Amazônia de admitir os chamados “viri probati” à ordenação sacerdotal, ele também não rejeitar esta possibilidade.
  • Nomeado cardeal em 2019 e homem de confiança do Papa Francisco, Czerny acredita que a mensagem da carta pós-sinodal Querida Amazônia é que “todos os batizados são chamados a participar deste processo de renovação”.
  • “Há uma grande variedade de experiências de Deus, mas todas servem, em última análise, para descobrir que Deus é um e que estamos todos unidos nele”.

A informação é de Jordi Pacheco, publicada por Religión Digital, 18-10-2021.

 

“A ideia do ‘viri probati’ ainda está na mesa, mas as coisas devem ser feitas na ordem correta, e outros aspectos mais urgentes devem ser considerados primeiro”

Foi assim que o cardeal tchecoslovaco canadense Michael Czerny falou ao portal suíço kath.ch em 15 de outubro sobre um dos temas mais polêmicos abordados durante o Sínodo sobre a Amazônia, que já é celebrado há dois anos.

Convencido de que a Igreja na América Latina é um modelo para o resto do mundo , o prelado jesuíta recorda que

“embora o Papa Francisco não tenha implementado imediatamente o pedido do Sínodo do Amazonas de admitir os chamados“ viri probati ” à ordenação sacerdotal, ele também não descartou a opção”.

Czerny, subsecretário do Dicastério para o Desenvolvimento Humano Integral, acredita que o Sínodo da Amazônia, realizado em outubro de 2019 , lançou uma renovação da Igreja .

“A carta pós-sinodal Querida Amazônia – adverte – se refere a uma situação concreta da Igreja na América do Sul e fala para toda a Igreja universal”.

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>