Posts por data

julho 2017
D S T Q Q S S
« jun    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Categorias

Bergoglio e Trump: duas formas particulares de populismo

Para Ernesto Laclau, o populismo tem origem no desejo do povo de contrapor uma lógica de poder institucionalizada. Na política de nosso tempo, dois líderes têm chamado atenção: o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, eleito apesar de muitos considerarem sua candidatura uma piada, e Mario Bergoglio, o cardeal argentino que no conclave era um verdadeiro azarão. Para o doutor em História da Religião Massimo Faggioli, os dois podem ser considerados como uma manifestação do populismo. Entretanto, mesmo sem entrar no conceito de Laclau, destaca que são diferentes dos outros populismos, “especialmente daqueles da América Latina”. Leia mais →

Jesus líquido

O maior erro do conhecimento consiste em confundir proposições (Wittgenstein)

Em seu filme ‘Andrei Rublev’ (1966), o cineasta russo Tarkovski conta que Rublev (início do século XV), excelente pintor de ícones bizantinos, ao ser convidado pelo Patriarca de Moscou a pintar o quadro do Último Juízo para a Catedral da Anunciação no Kremlin, não consegue executar a obra. Não consegue pintar um Jesus a condenar os pecadores a um inferno sem fim. Um século depois, em Roma, Michelangelo não vê problema nisso. Convidado a pintar o mesmo quadro para a Capela Sistina no Vaticano, pinta um Jesus que, com um só gesto de seu poderoso braço, condena uma parcela da humanidade ao inferno, enquanto eleva a outra parte à eterna felicidade do céu. Ao contrário de Michelangelo, Rublev não suporta a imagem de um Jesus que condena ao inferno. Leia mais →

A humanidade em 2050

“As ferramentas tecnológicas podem servir para destruir completamente o planeta ou para nos proporcionar um futuro melhor. Dado que o uso destas ferramentas virá imposto, em grande medida, pelo critério moral que esteja presente na sociedade já globalizada, é imprescindível que o progresso tecnológico seja acompanhado por um progresso espiritual e moral que promova o respeito ao meio ambiente, a paz e a solidariedade. Só assim poderemos assegurar nossa sobrevivência como espécie e garantir que esta sobrevivência seja digna. Em minha opinião, uma degradação radical e generalizada das condições de vida da humanidade pode chegar a ser algo tão nefasto como a extinção da espécie humana, ou inclusive pior”, escreve o astrônomo Rafael Bachiller, diretor do Observatório Astronômico Nacional (Espanha), em artigo publicado por El Mundo, 20-07-2017. A tradução é do Cepat. Leia mais →

A Igreja não pode permanecer prisioneira do Ocidente

O filósofo italiano Rocco Buttiglione responde ao colega Marcello Pera, ex-presidente do Senado da Itália, que havia criticado Francisco duramente, afirmando que ele não compreende os problemas das democracias ocidentais. Leia mais →

Hábito não é fidelidade. Buscando entender a atitude de fechamento e hostilidade de muitos padres.

“O maior obstáculo que se interpõe à conversão que o Papa Francisco quer que a Igreja faça constitui-se, em certa medida, pela atitude de boa parte do clero, superior e inferior. Atitude, às vezes, de fechamento, senão de hostilidade. Como os discípulos no Jardim das Oliveiras, os seus discípulos ainda dormem. O fato é impressionante”, constata artigo publicado pelo jornal L’Osservatore Romano, na edição deste final de semana. Leia mais →

O Cardeal Müller agora afirma que foi ele quem descobriu a trama do coro de Ratisbona

O ex-prefeito, bispo de Ratisbona entre 2002 e 2012, disse, na época, que eram quatro ou cinco casos.

Hans Zollner, sj., destaca a “coragem” do bispo atual, que “iluminou uma escuridão muito profunda” Leia mais →

O que os Corais da Amazônia e o Ártico têm em comum?

Ambos são jóias da natureza que se encontram ameaçadas pela ganância da exploração petrolífera, e por isso precisam de nosso apoio.

Expedição do Greenpeace documenta a rica biodiversidade e beleza de Bear Island, no Ártico, próximo à Noruega.

Reportagem de Thais Herrero e publicada por Greenpeace, 21-07-2017. Leia mais →

Padre Zanotelli: “Quebremos o silêncio sobre a África”

Com a tradicional franqueza que sempre o caracterizou desde quando, como diretor da revista “Nigrizia“, denunciava o comércio de armas e as constantes omissões da política em relação ao mundo empobrecido, o padre Alex Zanotelli dirige agora um pedido urgente aos jornalistas italianos. É um apelo veemente em prol da África, o lançado pelo religioso trentino que, deixando o seu nativo Vale di No, foi parar como missionário no Quênia, em Korogocho, uma das favelas que cercam a capital, Nairobi. Leia mais →

Martínez, o bispo argentino salvo por Bergoglio

“Quando fui ao encontro do núncio, em Buenos Aires, eu lhe disse: ‘Para fazer com que um padre de La Rioja venha até aqui, a quase mil quilômetros de distância, existem apenas duas razões: ou fez algo terrível ou foi nomeado bispo. Em qual dos casos eu me enquadro?’” Como de costume, o padre Enrique Martínez Ossola recorre ao bom humor. No entanto, ele não esconde uma certa feliz apreensão pela decisão com a qual, no dia 19 de junho, o Papa Francisco o nomeou bispo auxiliar de Santiago del Estero. Leia mais →

A democracia brasileira sob perigoso ataque

O pressuposto básico de toda democracia é: o que interessa a todos, deve poder ser decidido por todos, seja direta, seja indiretamente por representantes. Como se depreende, democracia não convive com a exclusão e a desigualdade que é profunda no Brasil.

Leia mais →